radiestesia

 
Do latim radius = radiação
aisthesis = sensibilidade
 
Sensibilidade a radiação
 
   Radiestesia é a arte e a ciência de captar e perceber radiações e vibrações emitidas por diferentes corpos. É ciência porque possui técnica e método, e é arte porque se baseia na intuição. Nosso cérebro se divide em dois hemisfério:- o esquerdo que governa nossas capacidades analíticas e o direito que controla nossas habilidades subjetivas e intuitivas. A Radiestesia utiliza método racional para obter um resultado intuitivo.

  Origem Histórica: A varetinha usada em radiestesia é conhecida há milhares de anos na busca de água do subsolo e para encontrar jazidas de metais. Presente este que era privilégio apenas de Faraós, sacerdotes e monges até o século XIV, depois começou a ser difundido por todos os colonos através do uso do BASTÃO(cajado), da FORQUILHA ( varinha em forma de “Y”) muito usadas a princípio para “ACHAR” água. Na antiga Roma, vários autores antigos mencionam as varinhas como no livro “Vírgula Divina”, que discute a forma de descobrir água subterrânea, objetos perdidos, metais e ouro.

 
   Principais Instrumentos: Forquilhas e Varetinhas (dual roads), Detector de “Aura” ou “Aurameter” e o Pêndulo. O Pêndulo é um instrumento que serve de ligação entre o inconsciente e o consciente. O pêndulo é apenas um peso na ponta de um fio flexível e resistente. Seu formato deve ser sempre simétrico, redondo ou alongado, ele pode ser de madeira, cristal ou metal. O pêndulo é a expressão física dos conhecimentos que nós temos no inconsciente, e essa expressão passa para o consciente através da leitura dos movimentos pendulares.
 
   Como funciona? É o inconsciente que recebe todos os sinais. No entanto, eles serão interpretados pelo consciente. Porém, é preciso deixar claro que a qualidade da informação obtida pelo pêndulo depende inteiramente da neutralidade e receptividade do operador.
   Para que serve? Conforme o movimento do pêndulo, é possível estabelecer respostas do tipo “sim-não”. Não existe um padrão definido de resposta. O pêndulo pode se movimentar verticalmente, horizontalmente e circularmente (no sentido horário eantihorário). Um outro movimento é em diagonal, seja da direita para a esquerda como da esquerda para a direita. Como pode ser observado, os movimentos combinam-se em pares contrários.
 
   Algumas aplicações da radiestesia:
      Prospecção de veios subterraneos de água.
      Prospecção de minérios sob a terra.
      Indicação médica (terapias alternativas).
      Testes alimentares (dietas, contaminações).
      Previsões atmosféricas.
      Localização de objetos perdidos.
      Localização de pessoas desaparecidas.
      Muitas outras aplicações podem ser desenvolvidas, desde que se use a racionalidade para criar e estruturar um processo linear para obter os resultados.
 
   A técnica: É preciso um certo treino. Em geral, as pessoas podem ter um domínio completo e 100% confiável com o pêndulo a partir de algumas semanas até 1 ano e meio (o que, diga-se de passagem, é um prazo muito curto).
 
A radiestesia não é uma panacéia mágica, mas com certeza é um
dos caminhos mais naturais para se estabelecer essa comunicação
com o nosso corpo e a sabedoria interior que todos nós temos e
não acessamos. Não é preciso ser “sensitivo” ou “especial” para
praticar a radiestesia. Todos têm essa habilidade, ela faz parte dos
recursos naturais do ser humano e basta praticá-la para se resgatar
o contato e a interação com as energias cósmicas e telúricas.
 

Luiz Roberto Dalpiaz Rech
Membro da Associação Brasileira de Radiestesia e Radiônica
ABRAD - Autor do Livro “Sua Casa está Doente?”e “O Poder do Pêndulo”.

_______________________________________________________________________________
 
   

 

UNIVERSIDADE DE LÍDERES - 2008 - CRÉDITOS